REGIMENTO INTERNO- CPOP

PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E

GESTÃO

GABINETE DA SECRETÁRIA

REGIMENTO INTERNO

CONSELHO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PARTICIPATIVOS

– CPOP

O Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos,

em sua terceira reunião ordinária, realizada no dia vinte e

sete de agosto de dois mil e catorze, com a presença de seus

conselheiros e suas conselheiras, aprovou o Regimento Interno

que segue:

REGIMENTO INTERNO

CONSELHO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PARTICIPATIVOS

– CPOP

CAPÍTULO I

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Artigo 1º. O presente Regimento Interno regula a organização,

o funcionamento e as competências do Conselho de

Planejamento e Orçamento Participativos – CPOP, o qual foi

instituído pelo Decreto nº 54.837, de 13 de fevereiro de 2014.

Parágrafo Único. Neste Regimento Interno, o Conselho

de Planejamento e Orçamento Participativos – CPOP é simplesmente

designado por CPOP.

Artigo 2º. O CPOP se constitui em órgão colegiado de

caráter propositivo e participativo em questões relacionadas à

elaboração, execução, monitoramento e avaliação do ciclo de

planejamento e orçamento, vinculado à Secretaria Municipal de

Planejamento, Orçamento e Gestão – SEMPLA, da Prefeitura do

Município de São Paulo.

CAPÍTULO II

DA NATUREZA, FINALIDADE E DAS ATRIBUIÇÕES

Art. 3º. O CPOP, criado pelo Decreto nº 54.837, de 13

de fevereiro de 2014, no âmbito da Secretaria Municipal de

Planejamento, Orçamento e Gestão, é um órgão colegiado de

caráter propositivo e participativo cujas atribuições relacionamse

à elaboração, execução, monitoramento e avaliação do ciclo

de planejamento e orçamento da Prefeitura do Município de

São Paulo

Art. 4º. O CPOP tem as seguintes atribuições:

I – propor diretrizes para a elaboração da proposta do Programa

de Metas, do Plano Plurianual (PPA), da Lei de Diretrizes

Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA);

II – propor metodologia para o processo de participação da

sociedade civil na discussão e elaboração da proposta do Programa

de Metas, do Plano Plurianual (PPA), da Lei de Diretrizes

Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA);

III – promover a participação popular na elaboração dos

instrumentos de planejamento e orçamento da Prefeitura do

Município de São Paulo;

IV – colaborar com a construção de estratégias participativas

de monitoramento e avaliação da execução do Programa de

Metas, do Plano Plurianual e da execução orçamentária anual;

V – acompanhar e monitorar a execução orçamentária

anual e o cumprimento do Programa de Metas e do Plano

Plurianual, contribuindo para possíveis revisões e para a manutenção

da integração, articulação e compatibilização dos

instrumentos de planejamento;

VI – propor e participar de audiências públicas, plenárias,

oficinas de formação, seminários e outras atividades participativas

relacionadas à elaboração e discussão dos instrumentos

de planejamento;

VII – articular-se de forma contínua e permanente com

os Conselhos Participativos Municipais das Subprefeituras

e demais instâncias participativas da Administração Pública

Municipal;

VIII – aprovar a constituição de comissões internas temporárias;

IX – elaborar e aprovar seu Regimento Interno e decidir

sobre as alterações propostas por seus membros;

X – outras atribuições compatíveis com sua natureza.

CAPÍTULO III

DA COMPOSIÇÃO E DOS CRITÉRIOS DE INDICAÇÃO

E ELEIÇÃO

Art. 5º. O CPOP será composto por 106 (cento e seis)

membros e respectivos suplentes, observada a Lei nº 15.946,

de 23 de dezembro de 2013, que dispõe sobre a composição

mínima de 50% de mulheres nos Conselhos de Controle Social,

e suas eventuais alterações e regulamentações, na seguinte

conformidade:

I – 13 (treze) representantes do Poder Público Municipal,

indicados pelos Titulares dos respectivos órgãos, sendo:

a) 1 (um) da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento

e Gestão;

b) 1 (um) do Gabinete do Prefeito;

c) 1 (um) da Secretaria do Governo Municipal;

d) 1 (um) da Controladoria Geral do Município;

e) 1 (um) da Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento

Econômico;

f) 1 (um) da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e

Cidadania;

g) 1 (um) da Secretaria Municipal de Desenvolvimento

Urbano;

h) 1 (um) da Secretaria Municipal de Relações Governamentais;

i) 1 (um) da Secretaria Municipal de Coordenação das

Subprefeituras;

j) 1 (um) da Secretaria Municipal de Educação;

k) 1 (um) da Secretaria Municipal da Saúde;

l) 1 (um) da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara

Municipal de São Paulo;

m) 1 (um) da Escola do Parlamento da Câmara Municipal

de São Paulo;

II – 64 (sessenta e quatro) representantes territoriais dos

Conselhos Participativos Municipais, sendo 2 (dois) de cada

Subprefeitura;

III – 27 (vinte e sete) representantes temáticos, sendo:

a) 5 (cinco) do Conselho da Cidade de São Paulo;

b) 1 (um) do Conselho Municipal de Política Urbana;

c) 1 (um) do Conselho Municipal de Saúde;

d) 1 (um) do Conselho Municipal de Educação;

e) 1 (um) do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte;

f) 1 (um) do Conselho Municipal de Habitação;

g) 1 (um) do Conselho Municipal de Assistência Social;

h) 1 (um) do Conselho Municipal de Cultura;

i) 1 (um) do Conselho Municipal da Pessoa Deficiente;

j) 1 (um) do Conselho Municipal de Segurança Alimentar

e Nutricional;

k) 1 (um) do Conselho Municipal de Atenção à Diversidade

Sexual;

l) 1 (um) do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e

do Adolescente;

m) 1 (um) do Grande Conselho Municipal do Idoso;

n) 1 (um) do Conselho Municipal dos Direitos da Juventude;

o) 1 (um) do Conselho Municipal dos Povos Indígenas;

p) 1 (um) do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e

Inovação;

q) 1 (um) do Conselho Municipal de Turismo;

r) 1 (um) do Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento

Sustentável;

s) 1 (um) do Conselho Municipal de Participação da Comunidade

Nordestina;

t) 1 (um) do Conselho Municipal de Políticas Públicas de

Drogas e Álcool;

u) 1 (um) do Comitê Intersetorial da Política Municipal para

a População em Situação de Rua;

v) 1 (um) do Conselho Municipal de Igualdade Racial;

w) 1 (um) do Conselho Municipal de Esportes, Lazer e

Recreação;

IV – 2 (dois) representantes temáticos da sociedade civil,

sendo:

a) 1 (um) de Políticas para as Mulheres;

b) 1 (um) dos Imigrantes.

§ 1º. Os representantes de que trata o inciso II do caput

deste artigo e seus respectivos suplentes deverão ser eleitos pelos

Conselhos Participativos Municipais em cada Subprefeitura.

§ 2º. Os representantes temáticos e seus suplentes de que

trata o inciso III do caput deste artigo deverão ser eleitos dentre

os membros da sociedade civil dos respectivos órgãos colegiados

existentes e em funcionamento na Prefeitura do Município

de São Paulo, e deverão ter sido eleitos ou empossados no

colegiado de origem.

§ 3º. No que se refere aos representantes da sociedade

civil de que trata o inciso IV do caput deste artigo e seus

suplentes, bem como no caso daqueles órgãos colegiados que

não estejam em funcionamento, a Secretaria Municipal de

Planejamento, Orçamento e Gestão definirá, em conjunto com

o respectivo órgão que o abrangerá, a forma de indicação do

representante temático da sociedade civil.

Art. 6º. A eleição é convocada pelo Titular da Secretaria

Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão por meio de

edital publicado no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, com

antecedência mínima de 90 dias, a contar do término do mandato

dos Conselheiros.

Parágrafo Único. O edital de que trata este artigo indicará

os critérios, procedimentos e prazos para realização da eleição

ou indicação, conforme o caso.

Art. 7º. O CPOP será presidido pelo Titular da Secretaria

Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão ou seu representante.

Art. 8º. Para consecução de suas atribuições, o CPOP

poderá solicitar informações e esclarecimentos dos órgãos e

entidades competentes, bem como convidar representantes dos

órgãos da Administração Direta e Indireta da Prefeitura do Município

de São Paulo e de entidades, públicas ou privadas, para

participar das reuniões e grupos de trabalho que eventualmente

venham a ser constituídos, mediante aprovação em reunião.

Art. 9º. O mandato dos membros do CPOP será de 2 (dois)

anos, com início no primeiro dia útil seguinte à cerimônia de

posse, admitida uma recondução.

§ 1º. O mandato dos membros representantes territoriais

e temáticos integrantes de órgãos colegiados constituídos

será extinto se deixarem de integrar os respectivos colegiados,

devendo assumir os respectivos Suplentes.

§ 2º. O mandato dos membros indicados na conformidade

do disposto no § 3º do artigo 3º deste decreto se encerrará no

momento em que o referido órgão colegiado estiver em funcionamento

e indicar seu representante.

Art. 10. A Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento

e Gestão fornecerá os meios e recursos necessários à

instalação e funcionamento

CAPÍTULO IV

DA ESTRUTURA BÁSICA

Art. 11. O CPOP é organizado pela seguinte estrutura

básica:

I – Plenário;

II – Secretaria Executiva;

III – Comissões Internas Temporárias.

Parágrafo Único. Havendo necessidade o Plenário poderá

constituir até 3 (três) Comissões Internas Temporárias.

CAPÍTULO V

DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO E DOS CRITÉRIOS E

VOTAÇÃO

Art. 12. O CPOP reunir-se-á, ordinariamente, a cada 2

(dois) meses ou, extraordinariamente, quando convocado por

sua Presidência ou pela maioria de seus membros.

Parágrafo Único. Na ausência do Conselheiro Titular, somente

o Conselheiro Suplente o substituirá em sua função, com

direito a voz e voto.

Art. 13. A reunião ordinária do Plenário é iniciada com a

aprovação da ata da reunião anterior.

Parágrafo Único – As reuniões do CPOP se instalam, em

primeira chamada, com a maioria simples de seus representantes,

composta por titulares e suplentes, e, na segunda chamada,

com os representantes presentes.

Art. 14. As aprovações do Plenário se darão mediante

consenso ou votação por maioria simples com a presença de

maioria simples dos membros titulares e, na ausência destes,

seus respectivos suplentes, após a verificação e confirmação

do quórum.

Art. 15. Os Conselheiros Suplentes poderão acompanhar

as Plenárias com direito a voz e sem direito a voto, quando

da presença dos Titulares, bem como poderão participar das

Comissões Temporárias.

Parágrafo Único. Fica assegurado o direito de participação,

sem direito a voto, nas sessões do Plenário do CPOP dos

representantes dos órgãos da Administração Direta e Indireta

da Prefeitura do Município de São Paulo e de entidades, públicas

ou privadas, de qualquer pessoa interessada, e grupos

de trabalho que eventualmente venham a ser constituídos, nos

termos do artigo 9º do Decreto 54.837/2014.

CAPÍTULO VI

DAS PROPOSIÇÕES DE QUESTÕES OU MATÉRIAS

A SEREM SUBMETIDAS À APRECIAÇÃO DO PLENÁRIO

Art. 16. As proposições de questões ou matérias a serem

submetidas à apreciação do Plenário do CPOP devem ser

apresentadas por escrito por um ou mais Conselheiros, com

justificativa para o Plenário e a Secretaria Executiva do CPOP.

Parágrafo Único. Em casos extraordinários, as questões

ou matérias de caráter emergencial a serem incluídas na pauta

deverão ser requeridas por um ou mais Conselheiros no início

da reunião plenária ordinária e votadas pelo Plenário.

CAPÍTULO VII

DA SECRETARIA EXECUTIVA

Art. 17. O CPOP conta com uma Secretaria Executiva exercida

pela Coordenadoria de Gestão de Participação da Secretaria

Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão.

Art. 18. A Secretaria Executiva tem as seguintes atribuições:

I – organizar, dar suporte às reuniões e acompanhar as

atividades necessárias ao funcionamento do CPOP;

II – manter registro e assegurar a publicidade dos atos

praticados pelo colegiado, por meio do Diário Oficial da Cidade

e dos portais oficiais da Prefeitura do Município de São Paulo

na Internet, conforme o caso, após a realização das reuniões;

III – transmitir aos membros as convocações das reuniões

do Conselho, quando autorizadas pela Presidência, com antecedência

mínima de 10 (dez) dias;

IV – transmitir aos integrantes do Conselho, pauta das

reuniões ordinárias, com antecedência mínima de 5 (cinco) dias;

V – transmitir aos integrantes do Conselho, pauta das

reuniões extraordinárias, quando convocadas pela Presidência;

VI – elaborar as atas das reuniões do Conselho;

VII – submeter ata da reunião anterior para aprovação do

Conselho em sua reunião subsequente;

VIII – Encaminhar propostas de alteração do Regimento

Interno ao plenário, acompanhada de justificativa.

§ 1º. Os portais oficiais da Prefeitura do Município de São

Paulo na Internet deverão conter informações que permitam o

amplo acompanhamento das atividades do CPOP pela sociedade,

sendo divulgados, no mínimo, data, horário e local das

reuniões com antecedência de, pelo menos, 10 (dez) dias;

§ 2º. As reuniões do CPOP poderão ser registradas em

áudio e/ou vídeo, a serem disponibilizados na internet em prazo

não superior a 15 (quinze) dias da realização da reunião.

CAPITULO VIII

DAS COMISSÕES INTERNAS TEMPORÁRIAS

Art. 19. As Comissões Internas Temporárias serão compostas

por Conselheiros representantes do Poder Público e da

Sociedade Civil e serão extintas com a consecução de seus

objetivos.

§ 1º. Cada uma das Comissões Internas Temporárias será

constituída por, no mínimo, 15 membros e respectivos Suplentes,

sendo sua composição referendada pelo Plenário.

§ 2º. O Coordenador de cada uma das Comissões Internas

Temporárias será escolhido dentre seus membros, cabendo a

ele coordenar as atividades dispostas nos art. 20 e 21, sendo

auxiliado pela Secretaria Executiva do CPOP.

Art. 20. As Comissões Temporárias terão como objetivo

subsidiar e auxiliar as decisões do CPOP, devendo submeter

suas proposições à apreciação da Plenária.

§ 1º. As atas das reuniões das Comissões Temporárias

deverão ser arquivadas, em meios físico e digital, junto à Secretaria

Executiva do CPOP, juntamente com a lista de presença

das respectivas reuniões.

§ 2º. As Comissões Internas Temporárias poderão solicitar

informações e esclarecimentos de profissionais especializados,

nos termos do artigo 8º desta resolução.

Art. 21. As Comissões Internas Temporárias deverão elaborar

um plano de trabalho contendo seus objetivos, ações e

cronograma de trabalho.

CAPÍTULO IX

DOS REQUISITOS

Art. 22. Os candidatos às vagas de Conselheiros devem

atender no mínimo aos seguintes requisitos:

I. ter idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos, comprovada

por cédula de identidade ou documento de identificação

oficial com foto;

II. declaração de residência ou vínculo de trabalho na Cidade

de São Paulo, nos termos a serem definidos pela Secretaria

Executiva do CPOP.

CAPÍTULO X

DOS IMPEDIMENTOS, DA SUBSTITUIÇÃO E PERDA DO

MANDATO

Art. 23. A substituição ou perda do mandato de Conselheiro

representante do Poder Público e da Sociedade Civil será

apreciada em Reunião Ordinária do Plenário do CPOP, garantindo-

se o contraditório e a ampla defesa, devendo a decisão ser

comunicada ao colegiado ou órgão de origem.

I. a substituição temporária pelo respectivo Suplente do

segmento, deliberado em plenária, ocorrerá a pedido do Conselheiro,

em caso de impedimento de participação nas reuniões

plenárias e comissões por motivo de doença, força maior ou

licença pelo período de até 120 dias consecutivos;

II. a perda de mandato ocorrerá:

a) por falecimento;

b) por renúncia;

c) por falta a 3 (três) reuniões de plenárias ordinárias

consecutivas ou 5 (cinco) reuniões de plenárias extraordinárias

ou 5 (cinco) reuniões de plenárias ordinárias alternadas sem

justificativa do Conselheiro Titular;

d) por falta a 3 (três) reuniões consecutivas de Comissão

Temporária, ou a 5 (cinco) alternadas, sem justificativa do Conselheiro

Titular e Suplente;

e) por condenação, com sentença transitada em julgado,

pela prática de crimes cometidos contra a Administração Pública,

crimes dolosos contra a vida, contra a incolumidade física,

psicológica ou dignidade da pessoa humana.

§ 1º. A justificativa de ausência deverá ser encaminhada

pelo Conselheiro, no prazo de 7 (sete) dias a contar da data da

realização da reunião, à Secretaria Executiva, que a arquivará

nos registros do Conselho, salvo se a fundamentação da mesma

não observar o disposto nesse regimento, situação em que

deverá ser submetida à Plenária;

§ 2º. Na falta de encaminhamento de justificativa, o secretariado

executivo deverá notificar o Conselheiro para que, no

prazo de 15 (quinze) dias, proceda ao seu envio;

§ 3º. Na ausência de apresentação de justificativa, nos

termos previstos no parágrafo segundo, será contabilizada a

falta do Conselheiro.

Art. 24. Declarado o desligamento ou exclusão de membro

Titular, a Presidência convoca o respectivo Suplente para que

assuma cargo pelo restante do mandato.

CAPÍTULO XI

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 25. O exercício da função de membro do CPOP será

considerado serviço público relevante, vedada sua remuneração

a qualquer título.

Parágrafo Único. Será emitido certificado a todos os Conselheiros

regularmente nomeados no ato de sua posse.

Art. 26. Os casos omissos ou duvidosos na interpretação

deste Regimento Interno serão dirimidos por proposição do

Plenário.

Art. 27. O Regimento Interno do CPOP poderá a qualquer

tempo, ser modificado e aprovado em Plenário do Conselho,

pela maioria simples de seus membros, com o referendo da

Presidência.

Parágrafo Único. A proposta de alteração do Regimento

Interno poderá ser iniciativa do próprio Plenário ou da Secretaria

Executiva, devendo estar acompanhada de justificativa.

CAPÍTULO XII

DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS

Art. 28. Também integrarão o CPOP, até o final dos respectivos

mandatos, o representante designado pela Câmara

Municipal de São Paulo e os 5 (cinco) representantes eleitos nas

regiões Norte, Oeste, Centro, Leste e Sul do Conselho Consultivo

do Programa de Metas, de que tratam a alínea “g” do inciso I

e a alínea “a” do inciso II do artigo 21 do Decreto nº 50.996,

de 16 de novembro de 2009, alterado pelo Decreto nº 53.825,

de 10 de abril de 2013, bem como seus respectivos Suplentes.

 


					
Anúncios

Sobre diariooficialdalapa
ativista lapeano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: