CPM VILA PRUDENTE 13 DE ABRIL

VILA PRUDENTE GABINETE DO SUBPREFEITO ATA DA TERCEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PARTICIPATIVO DE VILA PRUDENTE A terceira reunião ordinária do Conselho ParticipativoMunicipal de Vila Prudente ocorreu no dia 13 de abril de 2016 no salão de eventos da própria subprefeitura e teve início as 19:30. Contou com a presença de 19 conselheiros titulares: Kelly Gomes dos Santos, Fernando Loureiro Lima Coelho, Georgina Helena de Freitas, Maria Aparecida Giacomin, Luciana Jacob Brito, Lucineide Santana de Souza, Marlene Arroyo Terçariol, Angela Maria da Silva, Maria Gomes da Costa, Adriana Ramos Mateus, Orien Tateshita, Marcos Oliveira Batista, Dalva de Oliveira, Gian Hiller Pisano, Sergio Nascimento, Vanderlei José Novaes, Antonio Zanon, Elaine Maria Araujo de Santa Ana, Marcello Rojas Martini; a subprefeita Sandra E. B. dos Santos, coordenador de finanças da subprefeitura Eduardo G. Lunardi, e a assessora também da subprefeitura Regina Dela Coletta, a interlocutora Angela Maria Vian Fantasia e 4 visitantes: Bernadete D. E. R., Rosângela C. Ciuffa, Regiane Cristina Ferreira, Fábio Jesus. Estiveram ausentes 6 conselheiros titulares: Osmar Lemes dos Santos, Gilberto de Souza Macedo, Aparecida da Silva, Geraldine Challe, Aleksander Santana Ribeiro, Apolinário Carvalho de Souza. Os trabalhos foram iniciados com a leitura da ata da segunda reunião ordinária, que foi corrigida e aprovada. A Subprefeita Sandra E. B. dos Santos passou a realizar uma explanação sobre o cronograma das obras e constatou que a única obra em andamento é a reconstrução da ponte São Nicolau. Foi aberto uma sessão de perguntas para a Subprefeita e Fernando Loureiro Lima Coelho indagou sobre documentos relativos a praça Ema Nothman e ela diz que dará uma devolutiva mediante a protocolação de um ofício requerendo-os. A Subprefeita pediu-nos que fizéssemos uma lista de prioridades para indicarmos para o COAF pois irá sair verba do FUNDURB. Marcello Rojas Martini pediu o escopo do que foi gasto na obra e que a acessibilidade não atende os padrões exigidos, mas a Subprefeita diz que esta obra foi realizada pela Secretaria do Esporte e que não tem acesso. Georgina Helena de Freitas propõe uma votação para decidirmos se o conselho vai denunciar a Praça Ema Nothman ao Ministério Público e também comenta que devemos nos mobilizar para conseguirmos transformar o status do conselho em lei. Rosangela C. Ciuffa cobra a Subprefeita pela limpeza da praça IV Centenário e ela responde que até maio essa questão será resolvida. Gian Hiller Pisano pede explicações sobre o procedimento para se conseguir isenção de IPTU para moradores em área de enchente, a Subprefeita orienta para irmos até a praça de atendimento preenchendo as fichas. Sérgio Nascimento agradece aos demais conselheiros por estarem trazendo demandas ao grupo, Vanderlei José Novaes apoia e incentiva Marcello Rojas Martini a ir atrás dos escopos das obras, O responsável por finanças Eduardo G. Lunardi nos explica que possuímos, até o momento, R$ 14.000,00 disponíveis para locação, como buffet ou empresa de manutenção para computadores, também nos informou que possuímos R$ 1.000,00 para gastos com insumos a serem cedidos mediante a ofício protocolado na própria Subprefeitura. Bernadete pede e reforça atitude do conselho em relação a Praça Ema Nothman, Kelly Gomes dos Santos pergunta sobre o desleixo no terreno em frente ao CDC Faria Lima, a Subprefeita diz que este terreno é da Secretaria de Educação e não pode interferir. Angela Maria da Silva reclama da falta de iluminação na Praça Mario Bulcão e Fábio Jesus, funcionário da Subprefeitura, diz que o problema é a poda das árvores que não ocorreu e obstrui a iluminação e que precisa ser feito um pedido protocolado. Luciana Jacob Brito pede poda de árvore na Praça Belchior de Borba. Antonio Zanon fala sobre a obra na Praça 1 na Avenida Costa Barros e pede para que o conselho fique atento nos gastos e no que está sendo feito. A Coordenadora Adriana Ramos Mateus lê uma carta entregue por Osmar Lemes dos Santos onde ele pede para que sejam discutidos dois tópicos: 1° a denuncia da derrubada de 300 árvores no pátio do monotrilho situado na avenida do Oratório e o 2° sobre a questão do tempo de mandato da comissão executiva se continua como o regimento interno onde é de 1 ano de mandato ou se pode ser reduzido pra 6 meses. Foi aberta uma votação e o mandato de 1 ano, de acordo com o atual regimento interno venceu por 16 votos a favor, houve 2 votos contra e 1 abstenção. A reunião foi encerrada as 21:38.

Anúncios

Sobre diariooficialdalapa
ativista lapeano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: