INSTITUTO 5 ELEMENTOS – discurso

MESTRE DE CERIMÔNIAS – Convidamos o representante do Instituto 5 Elementos. REPRESENTANTE DO INSTITUTO 5 ELEMENTOS – Boa noite a todos e a todas. Agradeço o prêmio, que para nós é uma surpresa. É um pouco difícil, não preparamos nenhum discurso. O Instituto 5 Elementos existe há 22 anos, atuamos na área da educação para a sustentabilidade e esse foi um projeto que desenvolvemos entre os anos de 2013 e 2014, com o apoio do Fundo Especial de Meio Ambiente. O objetivo do projeto era reduzir o rejeito, o lixo que vai chegar ao aterro de uma parte da Cidade, no caso a região da Subprefeitura Lapa. Nossa primeira estratégia foi organizar e articular com entidades que já tinham iniciativas, que já tinham trabalhos nas comunidades próximas. Articulamos 50 instituições ao longo do projeto, da iniciativa privada, do Governo, da sociedade civil e formamos um grupo gestor desse projeto ampliado. Foi realizado um diagnóstico da situação, como era feita a coleta, os problemas de resíduos na região, porque há muita diferença de informações por subprefeitura. Foi um trabalho muito difícil. Realizado o primeiro diagnóstico, levamos as informações para esses parceiros. E junto a isso temos a política nacional de resíduos sólidos desde 2010 para ser implantada. Temos um plano aqui no Município, mas não temos a educação ambiental que é tão necessária para mobilizar toda a população. Observamos que nessa região da subprefeitura sempre houve coleta seletiva uma vez por semana, e pouquíssimas pessoas participavam. E a partir desse diagnóstico fizemos uma série de oficinas explicando sobre todos esses resultados, a importância da participação, do conhecimento, da prática de sustentabilidade, de separarmos nas nossas casas, o que todos já deveriam fazer, o rejeito que deve ir para o aterro; o resíduo seco que deve ir para as centrais de triagem de cooperativa e a matéria orgânica que podemos transformar em composto. Também difundimos bastante as composteiras domésticas que são os minhocários, o que é uma oportunidade de reduzir a emissão de gases, o efeito estufa e as mudanças climáticas, porque o metano que sai dos aterros reduz muito quando fazemos a compostagem. Na área de comunicação elaboramos o mapa do consumo e descarte sustentável. Ou seja, onde descartar não só o resíduo da sua casa, mas a pilha, bateria, lâmpada, todos os resíduos perigosos, como remédios, que infelizmente as pessoas jogam no lixo comum ainda. Isso é um crime ambiental porque é muito contaminante para o nosso chorume. Sobre a ideia do projeto, conseguimos imprimir 85 mil exemplares e todo esse material foi distribuído por nossos parceiros. Envolvemos todas as escolas municipais e estaduais nesse processo, e formação para todos os professores desta região. Quando refizemos o diagnóstico, depois de quase um ano de projeto, o resultado foi que conseguimos reduzir o resíduo que estava indo para o aterro. Então a coleta seletiva é uma realidade na nossa Cidade. Ainda não temos toda a participação que a população poderia dar e a ideia é que o projeto incentivou a informação e a mobilização das pessoas. Infelizmente, em virtude da alta rotatividade do subprefeito da Lapa e de outras subprefeituras, esse projeto não foi abraçado pela gestão pú- blica. Muitas outras subprefeituras nos buscaram também para desenvolver esse projeto, porém não há recursos nem financiamento para isso. Mas, temos uma notícia importante: temos recebido muitos grupos que têm se inspirado nessa metodologia, no nosso material de comunicação, e estão implementando nos seus bairros, nas suas cidades da forma que é possível. Então, a ideia é que essa metodologia possa ser aplicada por qualquer cidade, por qualquer subprefeitura. Mas educação precisa de recursos, como toda área. A Gina Rizpah Besen, nossa consultora, vai usar a palavra. A SRA. GINA RIZPAH BESEN – Queria agradecer o prêmio. Quando olhei todos os projetos que estavam concorrendo, nem passou pela nossa cabeça que pudéssemos chegar aqui. Na área de meio ambiente, conquistar esse prêmio diante de tantos projetos que têm um significado tão grande dentro da realidade da nossa Cidade foi surpreendente. Mas acho importante estar aqui e trazer esta mensagem para vocês: acho que não mudamos a Cidade se não atuarmos fortemente, como a Mônica falou, na questão da educação ambiental e em todas as áreas em que vocês estão trabalhando.

Anúncios

Sobre diariooficialdalapa
ativista lapeano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: